NOTÍCIAS PLANMOB



Moradores da Zona Sul e acadêmicos debatem Plano de Mobilidade


Duas audiências públicas realizadas nesta terça-feira, 2, para discutir o Plano de Mobilidade Urbana de Manaus reuniram professores e alunos da Escola Superior de Tecnologia (EST), da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), e moradores da zona Sul. As reuniões fazem parte do cronograma de debates elaborado pela Prefeitura de Manaus para a construção do Plano que vai apontar as soluções para os problemas de mobilidade na capital. A primeira sessão, no período da manhã, reuniu cerca de 80 pessoas no auditório da EST. O diretor presidente do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans), Paulo Henrique Martins; o superintendente municipal de Transportes Urbanos (SMTU), Pedro Carvalho, e o superintendente da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), Orlando Holanda, encaminharam os debates após a exposição de um diagnóstico sobre os principais problemas em mobilidade urbana de Manaus. Um dos temas debatidos foi o transporte de passageiros e carga, em Manaus. O professor Rubelmar Azevedo Cruz defendeu a viabilidade de integrar os sistemas hidroviário e rodoviário urbano na capital. “Estamos de portas abertas e prontos para colaborar na construção deste documento”, informou o professor, antecipando que a Universidade realizou estudos sobre transportes de carga que podem ser adicionados ao PlanMob. No período da tarde, moradores da zona Sul se reuniram no auditório do Senai, na rotatória da Suframa, para apresentar sugestões ao PlanMob. Os representantes do Manaustrans e SMTU conduziram a apresentação do diagnóstico e as discussões dos temas com os participantes. O presidente da Associação dos Deficientes Físicos do Amazonas, Isaac Benayon, acompanhou a audiência pública e fez questão de participar com sugestões. “Consideramos que Manaus tem uma ausência de discussões sobre mobilidade urbana. E louvável que a Prefeitura de Manaus promova essas audiências. Acredito que o debate sobre questões de mobilidade tem que ser constante e que faça parte até do ensino fundamental. Estamos aqui para colaborar com sugestões”, assegurou. Após a realização das reuniões, o documento com as propostas apresentadas pelo público vai passar por uma revisão para adequação do texto final. A previsão é de que no dia 7 de julho o Plano de Mobilidade seja enviado à Câmara Municipal para votação.

Publicado em 11/6/2015





Plano de Mobilidade é discutido com acadêmicos da UEA


Comunidade acadêmica discute, neste momento, o Plano de Mobilidade Urbana de Manaus, no auditório da UEA/EST, av. Darcy Vargas, zona Centro Sul. A reunião é aberta ao público e se estenderá até às 12 horas.

Publicado em 11/6/2015





Audiência pública apresenta diretrizes para a mobilidade urbana em Manaus


A Prefeitura de Manaus realizou a primeira audiência pública para a discussão do Plano de Mobilidade Urbana, na tarde desta segunda feira, 1°, no auditório da Universidade Paulista (Unip), zona Centro-Sul. A reunião aberta ao público contou com a participação de pessoas interessadas em apresentar propostas ao PlanMob, políticos e representantes de estruturas do município, como o Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans), da Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU), do Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb) e da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf). Na primeira fase da audiência foi apresentado o diagnóstico dos principais problemas em mobilidade urbana na cidade. Em seguida, o diretor presidente do Manaustrans, Paulo Henrique Martins, e o superintendente da SMTU, Pedro Carvalho, relataram as propostas de solução para os setores de trânsito, transporte urbano e infraestrutura. Um dos destaques da audiência foi a divulgação dos projetos de expansão da malha viária com ênfase para a abertura de vias que facilitarão o deslocamento nos eixos norte/sul e leste/oeste. Também foi discutida a proposta de implantar mecanismos para que os cidadãos compartilhem as responsabilidades na manutenção das calçadas. Após a realização das reuniões, o documento com as propostas apresentadas pelo público vai passar por uma revisão para adequação do texto final. A previsão é de que no dia 7 de julho o Plano de Mobilidade seja enviado à Câmara Municipal para votação

Publicado em 11/6/2015





PREFEITO ANUNCIA CALENDÁRIO DE AUDIÊNCIAS PÚBLICAS PARA O PLANO DE MOBILIDADE


A Prefeitura de Manaus inicia na próxima segunda-feira, 1º de junho, as audiências públicas para a conclusão do Plano de Mobilidade Urbana (PlanMob) da cidade, conforme anunciado, nesta terça-feira, 26, pelo prefeito Arthur Virgílio Neto. As sessões têm como objetivo colher ações e propostas de soluções para os problemas de mobilidade na capital. Após a finalização, o documento será encaminhado para aprovação da Câmara Municipal de Manaus (CMM). As audiências serão realizadas em todas as zonas da cidade e na Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e Universidade do Amazonas (UEA). Também será realizada uma sessão específica para grupos de ciclistas. Nas reuniões, os participantes poderão apresentar recomendações para as situações constatadas nos setores de trânsito, transporte, infraestrutura e locomoção dos cidadãos. “Depois que o Plano for concluído e entregue, a qualquer momento passamos a ficar habilitados a receber recursos do Governo Federal. De nada adiantaria nós fazermos um Plano às pressas. A nossa preocupação era fazer um Plano consistente e que tivesse o pé na realidade e não um mero papel. Tanto é que nós vamos enviar uma minuta de Projeto de Lei para a análise da Câmara Municipal de Manaus, porque nós não queremos apenas um plano, nós queremos uma lei”, destacou Arthur Neto. Para o Superintendente Municipal de Transportes Urbanos (SMTU), Pedro Carvalho, é fundamental a participação da população na finalização do Plano. De acordo com ele, todo o documento está sendo elaborado de forma estudada e a participação de todos os segmentos da sociedade é imprescindível. A ideia, segundo ele, é fazer uma proposta perfeita para que se possa seguir na construção da cidade com projetos importantes. “A preocupação nossa foi em conjunto. Esse trabalho é uma iniciativa da Prefeitura de Manaus que envolve vários órgãos e com apoio de consultores, que chega em uma fase onde a gente vai poder discutir com a população , inclusive, para colher, quem sabe outras ideias e outras propostas”, esclareceu. Após a realização das reuniões, o documento vai passar por uma revisão para adequação do texto final. A previsão é de que no dia 7 de julho o Plano de Mobilidade seja enviado à Câmara Municipal para votação. “A gente começa as audiências no próximo dia 1º com término no dia 10. Vamos estar em vários pontos de toda a cidade e esperamos contar com a participação de toda a sociedade”, comentou o diretor-presidente do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans), Paulo Henrique Martins. Veja o calendário de audiências no link AGENDA neste site. Sobre o PlanMob O PlanMob Manaus é um instrumento da política de desenvolvimento urbano que contém diretrizes, programas, ações e projetos voltados a garantir acesso amplo e democrático às oportunidades que Manaus disponibiliza, por meio do planejamento da infraestrutura de mobilidade urbana, dos meios de transporte e seus serviços, provendo condições adequadas à mobilidade da população e da logística de distribuição de bens e serviços. Desde novembro de 2014 foram realizadas reuniões com os órgãos municipais diretamente envolvidos com a elaboração do PlanMob Manaus, com a participação de gerentes e técnicos das seguintes secretarias: Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU), Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização de trânsito (Manaustrans), Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas) e Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb). No período de novembro de 2014 a janeiro de 2015 foram realizadas reuniões com representantes da sociedade organizada para ouvir sugestões para a elaboração do PlanMob. Participaram das audiências setoriais as seguintes instituições: Associação Comercial do Amazonas (ACA), Associação dos Docentes da Universidade do Amazonas (Adua), Clube dos Dirigentes Lojistas de Manaus (CDLM), Sindicato das Empresas de Transporte Urbano (Sinetram), Sindicato da Construção Civil do Amazonas (Sinduscon-Am), Sest-Senat, Suframa, Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (CREA), Professores da Ufam, Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam) e taxistas. (Foto: Mário Oliveira)

Publicado em 27/5/2015





Moradores do Mauazinho apresentam sugestões ao Plano de Mobilidade


09.03.2015-As discussões sobre o Plano de Mobilidade para a cidade de Manaus avançam na coleta de sugestões para a elaboração do documento. Representantes dos moradores do bairro do Mauazinho, zona Leste, realizaram uma reunião na noite desta segunda-feira, 9, para obter informações sobre como os moradores poderão participar das audiências públicas que serão iniciadas a partir da próxima semana. Técnicos e Engenheiros do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans), estiveram presentes na reunião para esclarecer os comunitários. Além dos moradores, também participaram lideranças comunitárias, fiscais de ônibus e o vereador Júnior Ribeiro. Domingos Sávio, diretor de Engenharia do Manaustrans conduziu a reunião.

Publicado em 27/5/2015





Moradores do Alvorada I apresentam sugestões ao PlanMob Manaus


Propostas para o melhor modelo de transporte coletivo na cidade e sugestões para facilitar a circulação de veículos nas ruas do bairro foram os temas que dominaram a reunião com os moradores e lideranças comunitárias do bairro do Alvorada I. A reunião foi realizada na noite desta quinta-feira, 19, na escola municipal Elinéia Folhadela, ao lado da Feira Coberta do Alvorada I. As sugestões apresentadas vão colaborar para construir o Plano de Mobilidade Urbana que está em discussão pela Prefeitura de Manaus. O diretor presidente do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans), Paulo Henrique Martins; o diretor de Engenharia do Instituto, Domingos Sampaio, e o vereador Joãozinho Miranda (PTN) coordenaram o encontro. Foto : Marcos Ribeiro

Publicado em 23/2/2015





PLANMOB É DISCUTIDO NO SINDUSCON-AM


O estudo técnico que vai embasar a elaboração do Plano de Mobilidade Urbana de Manaus (PlanMob) foi apresentado nesta terça-feira,03, para representantes do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Amazonas (CREA-AM), Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon), Associação Brasileira de Escritórios de Arquitetura (Asbea) e Associação dos Engenheiros e Arquitetos do Amazonas (AEAA). A apresentação foi coordenada pelos titulares da Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU) e do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans). Para o presidente do CREA-AM, engenheiro civil Cláudio Guenka, as discussões sobre o PlanMob serão acompanhadas pelo Conselho com o objetivo de apoiar toda iniciativa que possa trazer soluções para a problemática da mobilidade urbana de Manaus, especialmente as que reduzam os transtornos do trânsito. “O CREA-AM também irá fazer um alerta aos prefeitos dos municípios do interior, com mais de 20 mil habitantes, para a data-limite da aprovação do Plano de Mobilidade Urbana de suas cidades, enfatizando a necessidade dessa ferramenta para a qualidade de vida da população”, disse. O diretor presidente do Manaustrans, Paulo Henrique Martins, enfatizou que todos os segmentos da sociedade estão sendo convocados para contribuir na construção do PlanMob. “O documento apresenta os desafios em mobilidade urbana da cidade. Queremos ouvir as sugestões com as propostas de soluções para os setores de transporte público, logística do transporte de carga, sistema viário para automóveis, bicicletas e outros elementos que compõem a mobilidade urbana”, explicou. “Estamos discutindo com os segmentos, buscando ideias para elaborar uma proposta de mobilidade urbana para Manaus e tê-la até o final de março para encaminhar à Câmara de Vereadores", afirmou o superintendente da SMTU, Pedro Carvalho, durante a reunião. Ele destacou também que a proposta precisa ser executável e que o plano se transforme em uma lei para que possa ser seguida e colocada em prática por qualquer gestor municipal. SUGESTÕES O representante da Associação dos Engenheiros e Arquitetos do Amazonas, Carlos Valente, afirmou que vários profissionais da entidade são especialistas no tema de mobilidade urbana e têm muito a contribuir. “Conclamamos todos os colegas para acessem o link a partir da semana que vem e façam as suas sugestões; o prazo para a formatação do projeto de lei é exíguo, por iss

Publicado em 12/2/2015









Prefeitura de Manaus
Av. Brasil, Nº 2971 - compensa 1
Cep: 69036-110 | Manaus - AM
Ouvidoria: 0800-092-0111
www.manaus.am.gov.br
@ 2015 - PlanMob Manaus - Plano de Mobilidade Urbana de Manaus
Todos os Direiros Reservados.
Desenvolvido pela Divisão de Tecnologia da Informação do Manaustrans.
Visualizado corretamente
em Mozila Firefox 4,
Safari 5, Internet Explore 10
ou superiores